O que é caixa acoplada

Uma caixa acoplada é um mini reservatório de água que se liga diretamente com o vaso sanitário, e enche por meio de tubulações que se conectam à caixa d’água do imóvel.

Nos últimos anos, tem sido bastante usada para substituir a válvula hydra nessa função da descarga por ser um mecanismo mais econômico de água, além de ter uma manutenção mais simples.

Lembrando que o mecanismo de descarga vem embutido na própria caixa acoplada.

Como funciona uma caixa acoplada?

Um sistema comum de caixa acoplada no vaso sanitário do banheiro funciona por meio de um mecanismo de bloqueio e liberação de água por meio de uma boia.

Graças a isso, o recipiente enche até determinado limite de água, e quando o mecanismo de descarga é acionado (por botão ou corda), o líquido é liberado, e o reservatório volta a encher.

Ou seja, a caixa acoplada é um reservatório que trabalha com uma quantidade fixa de água (geralmente, 6 litros), e o que vai mudar é o mecanismo de acionamento, que pode ser de 3 ou 6 litros a depender da necessidade, caso o sistema seja de duplo fluxo.

Quais os tipos de caixas acopladas

Saber escolher os tipos de caixa acoplada garante uma melhor funcionalidade para esse reservatório no vaso sanitário do banheiro.

Tipos de caixas acopladas

Existem dois tipos de caixa acoplada: baixa e alta. A primeira é a mais comum e prática usada nos banheiros, enquanto que a segunda é mais utilizada em construções temporárias por quebrar com mais facilidade.

Caixa baixa

A caixa acoplada baixa é a mais usada nos vasos sanitários, possuindo as mais qualidades e benefícios desse tipo de sistema, como a economia de água maior, e uma manutenção mais fácil, além de um conserto bem rápido quando necessário.

A instalação dessa caixa é relativamente simples, e pode ser feita com um acionamento comum, ou duplo, proporcionando ainda mais economia de água, com a liberação de 3 ou 6 litros a depender da necessidade do usuário.

Esse tipo possui vários tamanhos e modelos para se adequar ao espaço do vaso sanitário e do banheiro como um todo,

Caixa alta

A caixa alta, como o próprio nome já indica, é um mini reservatório que fica suspensa em relação ao vaso sanitário, e é conhecida também como “elevada” ou “descarga de cordinha”.

Portanto, trata-se de uma caixa acoplada ideal para aqueles banheiros que não possuem instalações apropriadas, especialmente porque não precisa de tubulações pré-existentes para o seu funcionamento.

Também é uma ótima opção para residências ou banheiros de caráter provisório, como aqueles cômodos construídos em obras e áreas externas (piscinas, por exemplo).

Porém, essa caixa acoplada possui algumas desvantagens, como a estética feia e o barulho que produz, além de ser mais fácil de quebrar, e, por isso mesmo, é um sistema mais barato.

Instalação da caixa acoplada

A instalação de uma caixa acoplada é um trabalho fácil de fazer, especialmente para encanadores experientes, já que é um sistema externo à parede, não sendo necessário quebrar essa estrutura para fazer a colocação do reservatório.

Instalação da caixa acoplada

Uma caixa acoplada pode ser instalada com bastante rapidez, a começar pela medição do espaço, pois, é necessário que ela caiba corretamente no lugar destinado do vaso sanitário, e depois, com a realização de testes de pressão para saber se o fluxo de água será o adequado para o imóvel.

Medição do espaço

A instalação de uma caixa acoplada começa, primeiramente, pela medição do espaço que compreende entre o vaso sanitário e a parede, para garantir maior conforto aos usuários.

Isso vai evitar que o reservatório fique grande demais ou pequeno em demasia.

A partir dessa informação, compra-se a caixa acoplada que tiver o tamanho mais adequado para o sistema daquele banheiro específico.

Testes de pressão de água

Depois da escolha correta da caixa acoplada para o espaço do vaso sanitário, o próximo passo da instalação é fazer alguns testes básicos de pressão de água.

Além de mostrarem se o sistema hidráulico do imóvel está funcionando bem ou não, esses testes serve para garantir o bom desempenho da descarga, nem muito forte, nem fraca demais.

Isso porque, a depender da pressão, o reservatório da caixa acoplada pode demorar mais pra encher ou simplesmente não conseguir liberar a água de maneira correta, como em pressões baixas.

Já em situações onde a pressões muito altas, a caixa acoplada pode transbordar, mesmo com o uso de boia.

Troca do vaso sanitário

Para conclui r a instalação de uma caixa acoplada, é necessário saber se o vaso sanitário também não precisa ser substituído por outro mais novo, especialmente se ele ainda estiver ligado a uma válvula hydra.

Portanto, por se tratarem de mecanismos diferentes, em muitos casos, a troca do vaso também é importante para o bom funcionamento do sistema de descarga.

Porém, como se trata de um trabalho mais demorado e custoso, visto que será necessário quebrar a estrutura do piso do local, por exemplo, além da troca de canos e do reposicionamento do esgoto, a recomendação é contratar um encanador profissional.

Afinal, além desses detalhes, terá que haver todo um trabalho de realocar pontos de saída de água do banheiro, e é preciso que o trabalho seja bem feito.

Vantagens de uma caixa acoplada

A caixa acoplada para banheiros possui uma série de benefícios que garantem uma comodidade maior ao usuário.

Vantagens de uma caixa acoplada

Uma caixa acoplada tem como uma de suas vantagens mais economia de água do que a válvula hydra, por exemplo, além de garantir uma melhor manutenção de suas peças, caso seja necessário fazer a troca delas por defeito, e que esteja ocasionando vazamentos.

Maior economia

A válvula hydra é um mecanismo de descarga antigo, e que gasta bastante água nesse processo, ao passo que a caixa acoplada garante mais economia de água. Justamente porque a quantidade de líquido é padrão para todas as descargas.

Caso a caixa acoplada seja de duplo acionamento, a economia chega a ser maior, pois, a quantidade de água diminui de 6 para 3 litros a depender da sua necessidade.

Sem contar ainda que a caixa acoplada permite outras formas de economia, pois, como não precisa de uma instalação muito invasiva, e a sua manutenção é mais simples, os gastos com esse mecanismo acabam sendo mínimos.

Mesmo que seja necessária a troca do vaso sanitário na instalação da caixa acoplada, em longo prazo, a economia proporcionada compensa.

Manutenção simples

As peças da caixa acoplada são de fácil reposição, podendo ser encontradas em qualquer loja de materiais de construção, garantindo assim que a sua manutenção seja mais simples do que de uma válvula hydra, por exemplo.

Além disso, se precisar fazer a substituição dela, também se trata de um trabalho bastante simples, seja pelo próprio usuário do imóvel, seja por técnicos e encanadores experientes que podem fazer esse serviço sem maiores dificuldades.

Uma das vantagens do uso da caixa acoplada é justamente porque não é necessário quebrar a parede ou outras estruturas, tanto para o reparo, quanto para a troca do mecanismo.

Como escolher a melhor caixa acoplada?

A escolha da caixa acoplada para o sistema de descarga passa por vários fatores, e é importante saber de cada um.

Como escolher a melhor caixa acoplada

Para saber qual a melhor caixa acoplada, é preciso ficar atento a certas questões, como qual o melhor sistema para a pressão do local, e qual o modelo combinar melhor com o ambiente, esteticamente falando.

Passo 1: quanto à pressão de água

A escolha de uma boa caixa acoplada passa por saber qual a pressão de água nas tubulações da rede hidráulica do local, sejam casas, apartamentos, comércios, indústrias, e outros imóveis.

A depender do local, esse fator pode variar bastante e a escolha da caixa acoplada precisa levar isso em consideração, pois, se a pressão for muito fraca, por exemplo, o tempo de abastecimento do reservatório da descarga será mais demorado.

Contudo, se a pressão for grande demais, existe a possibilidade de a caixa acoplada transbordar, mesmo com a existência da boia.

Por isso, o ideal é saber como é a pressão de água do imóvel, e, se possível, regular esse fator por meio do uso de equipamentos como pressurizadores.

Passo 2: quanto ao fluxo e a manutenção

Escolher uma caixa acoplada de acordo com o fluxo de água no local é importante, pois, se tiverem muitas pessoas morando ou freqüentando o local, é necessário que o equipamento seja mais resistente.

Além disso, se a quantidade de pessoas for muito alta, a recomendação é fazer uso da caixa baixa, já que a manutenção dela é mais simples, e é possível fazer o conserto de vazamentos com mais facilidade.

Inclusive, outro fator importante é quando à manutenção do equipamento, pois, se a intenção é gastar com menos consertos, então, a solução é usar uma caixa acoplada baixa e que seja de qualidade para evitar trocas constantes de peças avariadas.

Passo 3: quanto à estética e funcionalidade

Para a escolha da caixa acoplada, é preciso ficar atento à estética do banheiro do imóvel também, pois, se o local for discreto e tiver uma decoração simples, a recomendação é fazer uso de caixa baixa.

Na verdade, esteticamente falando, a caixa alta não fica bem em nenhum tipo de banheiro, devendo ser usada só em casos emergenciais ou simplesmente temporários.

Além disso, é necessário levar em consideração a circulação de crianças e pessoas baixas no local, sendo a caixa baixa a mais indicada.

Marcas, tipos e preços para caixa acoplada e onde comprar

Existem muitas marcas, tipos e preços de caixas acopladas para escolher de acordo com as suas necessidades.

Marcas tipos e preços

Uma caixa acoplada possui diversas marcas, tipos e preços para todas as necessidades e bolsos, sendo as melhores no quesito custo-benefício as da Deca, Celite e Lorenzetti, cujos preços podem variar entre R$ 150,00 e R$ 650,00.

Marcas

Entre as melhores marcas para caixa acopladas, estão: Deca, Celite, Universal, Incepa, Astra, Flori, Hervy, Lorenzetti e Roca, sendo que todas garantem um bom desempenho no quesito custo-benefício.

Por exemplo, as que são da marca Celite possui modelos de diversos tamanhos, garantindo que nenhum banheiro fique com caixa maior ou menor em seu espaço.

Já a Deca possui modelos mais simples, enquanto que a Incepa tem designers mais modernos.

Tipos

Dentro das marcas, os tipos de caixa acopladas podem ser classificados a depender de determinados fatores, como em relação ao acionamento, que pode ser tradicional ou duplo.

Com relação às dimensões do reservatório, a caixa acoplada pode ter os seguintes tamanhos: entre 30 a 40 cm, 40 a 50 cm, 50 a 60 cm, 60 a 70 cm, 80 a 90 cm.

Os dois primeiros tamanhos estão entre os mais comuns para esse tipo de mecanismo.

Além disso, as caixas acopladas podem ser encontradas no mercado em kits separados, ou mesmo em conjunto com o próprio vaso sanitário.

Preços

Os preços das caixas acopladas variam tanto quanto o seu tamanho ou marca, podendo se diferenciar também se são vendidas isoladamente ou com kit completo.

A da marca Deca, por exemplo, com capacidade para 6 litros, custa R$ 150,00 individualmente, enquanto que o kit com vaso e tudo pode chegar a R$ 600,00.

Já os kits completos da marca Lorenzetti (que é uma das mais tradicionais) custa em torno de R$ 650,00, e a caixa acoplada individual tem um preço aproximado de R$ 300,00.

Por fim, a caixa acoplada da Celite custa em torno de R$ 180,00 individualmente e R$ 650,00 o kit completo.

Onde comprar uma caixa acoplada

Os locais de venda se uma caixa acoplada são, em geral, casas de materiais de construção, grandes e pequenos armazéns, e lojas virtuais, além de vendedores autônomos em marketplaces como o Mercado Livre e a Amazon.

Causas de vazamentos em caixas acopladas

As causas para vazamentos em caixas acopladas são poucas, mas, é bom evitá-las para garantir que a descarga não fique com problemas constantes.

Causas de vazamentos em caixas acopladas

Os problemas de vazamentos em caixas acopladas podem estar relacionados à regulagem da boia, a problemas na vedação de certas peças do equipamento, ou mesmo no desgaste do tempo de algumas partes do sistema de descarga.

Regulagem da boia

Entre as causas de vazamentos e outras avarias na caixa acoplada, a regulagem da boia é uma das mais comuns, visto que essa peça é uma das mais importantes para o bom funcionamento da descarga, já que é ela que bloqueia a água quando o reservatório enche.

Para fazer o reparo desse problema, geralmente, é bem simples, já que o defeito por estar na corda ou corrente que segura a boia, ou no ladrão por onde a água excedente via quando o reservatório enche.

Ou seja, basta regular o cordão ou corrente que fica preso à boia para consertar a avaria.

Em casos mais graves, a boia está gasta e precisa ser trocada para evitar que o reservatório transborde.

Defeito na vedação

Outra causa muito comum de vazamentos na caixa acoplada é quando há problemas na vedação do equipamento, em especial, na parte de baixo dele.

Esse defeito aqui não é tão simples de resolver, e, muitas vezes, é necessário contratar técnicos ou encanadores da área para solucionar esse problema.

Como a vedação evita que a água do reservatório caia para dentro do vaso, então, o seu conserto é muito importante, com as peças de borracha precisando de troca após um tempo de uso.

Outras causas de vazamentos

Entre outras causas de vazamentos na caixa acoplada, podemos citar ainda defeito ou desgaste na contra-porca do suprimento, além da saída da válvula, que também pode ficar gasta com o tempo.

Pra esses casos, é preciso realizar a troca das peças, o que, muitas vezes, só é possível com a ajuda de encanadores experientes, que sabem exatamente quais as peças que estão com defeito.

Dessa forma, o usuário ganha tempo e dinheiro.

Localização de vazamentos em caixas acopladas

A localização rápida e precisa de vazamentos de água na caixa acoplada evitar uma série de transtornos, como desperdícios que geram conta alta, por exemplo.

Localização de vazamentos em caixas acopladas

A detecção de vazamentos em caixas acopladas se dá por meio de testes simples, como do esvaziamento do vaso sanitário, e o do corante, ou mesmo a observação atenta do mecanismo e caso de água transbordando pela caixa ou pelo vaso sanitário.

Detecção de avarias

A localização de vazamentos de água na caixa acoplada pode ser feita com um teste simples, que consiste em:

  • Retirar a tampa que fecha a descarga;
  • Colocar 10 gotas de corante alimentar de cor bem forte dentro;
  • Esperar 12 horas sem usar a descarga;
  • Verificar se o corante saiu do outro lado;
  • Em caso positivo, provavelmente, tem algum vazamento ali, podendo ser na válvula da descarga.

Nesse caso, o problema pode estar no Flapper, ou mecanismo de saída da caixa acoplada, sendo necessário fazer a troca imediata da peça.

Outro teste bastante simples consiste em acionar a descarga e ver se a água continua a escorrer pelo vaso sanitário, ou a fazer algum barulho estranho dentro da caixa.

Esse problema, muitas vezes, quer dizer que a água se encontra acima do tubo de transbordamento, sendo um problema na válvula de enchimento, ou mesmo na vedação do local.

Muito provavelmente essas peças estão com defeito ou simplesmente mal ajustadas.

A parte externa da caixa acoplada também pode apresentar algum defeito, seja na base ou nos aneis de vedação, com a água escorrendo, e provocando poças ao redor do vaso.

Prevenção a vazamentos em caixas acopladas

A prevenção a vazamentos na caixa acoplada garante um melhor desempenho no sistema de descarga, bem como menos desperdícios de água.

Prevenção a vazamentos em caixas acopladas

Há muitas formas de se prevenir de vazamentos na caixa acoplada e no sistema de descarga como um todo, a começar pelo material do mecanismo, que precisa ser de boa procedência, além evitar batidas e atritos no local, bem como a verificação constante de avarias externas no sistema.

Não compre materiais de má qualidade

Uma das maneiras mais prática de evitar avarias hidráulicas na caixa acoplada é comprando uma que seja de boa qualidade, e que possa gerar um bom cisto-benefício sem ser muito cara.

Mesmo que seja de segunda mão, a caixa acoplada precisa estar em perfeito estado nas suas peças internas, e o material precisa ser resistente o suficiente para suportar a umidade do local.

Portanto, a caixa acoplada não precisa ser cara, mas, tem que atender aos mínimos padrões exigidos.

Evite batidas na caixa acoplada

Uma das formas de se prevenir com mais facilidade de avarias na caixa acoplada é evitar batida e outros atritos que podem danificar peças como parafusos e roscas de vedação, além da boia e da válvula.

Batidas constantes podem causar problemas em longo prazo, exigindo, muitas vezes, a troca completa da caixa acoplada.

Geralmente, avarias por atrito são vazamentos externos e barulhos estranhos na parte interna do mecanismo.

Uso constante da descarga o tempo todo

Outra maneira de fazer a prevenção de vazamentos na caixa acoplada é não usar o sistema de descarga em demasia, pois, isso desgasta a estrutura dela e a sua vida útil diminui, mesmo sendo nova.

A recomendação, neste caso, portanto, é usar a descarga apenas quando for realmente necessário.

Mesmo em imóveis com muitas pessoas é possível fazer o acionamento da descarga de maneira racional.

Verifique a existência de avarias de tempos em tempos

A prevenção de vazamentos na caixa acoplada também passa pela manutenção e verificação do sistema periodicamente.

É possível contratar, por exemplo, encanadores para fazer a detecção geral de possíveis avarias hidráulicas no imóvel, incluindo sistemas como o da caixa acoplada.

Portanto, quando começarem a surgir sinais de possíveis vazamentos, seja na caixa acoplada ou em outros locais, a recomendação é verificar o conserto, reforma ou troca de peças desse sistema imediatamente.

Conserto de vazamentos em caixa acoplada Ligeirinho

Caso apareça qualquer sinal de vazamento na estrutura da caixa acoplada e, especialmente, em outros locais do imóvel, pode contratar os nossos serviços a hora que quiser.

Caso estes estejam geran irregularidades na fatura e no sistema hidráulico, nossos encanadores podrão detectar não somente avarias na caixa acoplada, como também em caixa d'água, válvula hydra, cavalete de água, dentre outros.

Entre em contato para saber mais.

FAQ: caixa acoplada

  • O que é caixa acoplada de vaso sanitário?

    A caixa acoplada é um mini reservatório que fica conectada ao vaso sanitário e também à caixa d’água, liberando água para descarga sempre que um botão ou corda é acionado.

  • Como funciona um sistema de descarga para caixa acoplada?

    O sistema de caixa acoplada funciona com o reservatório enchendo de água até determinado limite, com bloqueio de uma boia. Em seguida, essa quantidade de água é liberada para descarga, e a caixa acoplada enche novamente.

  • Quando usar caixa acoplada?

    A caixa acoplada precisa ser usada em banheiros quando houver a necessidade de economizar mais água no imóvel.

  • O que é melhor: caixa acoplada ou válvula hydra?

    De um modo geral, a caixa acoplada é melhor do que a válvula hydra, pois, ela economiza mais água, tem manutenção mais fácil, e quando quebra a sua troca é mais simples, não precisando quebrar a parede.

  • Qual a quantidade de água que a caixa acoplada usa?

    A caixa acoplada trabalha com uma quantidade fixa de água, armazenando 6 litros de água nos modelos mais comuns, e liberando 3 ou 6 litros a depender do sistema de acionamento, se simples ou duplo.

  • Quais os tipos de caixas acopladas?

    Existem dois tipos de caixas acopladas, uma alta e outra baixa, e o que diferencia ambas é a distância da conexão ao vaso sanitário.

  • Qual a vantagem de uma caixa baixa?

    A caixa acoplada baixa é menos suscetível a avarias do que a baixa, tendo uma manutenção melhor e o conserto, muitas vezes, é a troca de uma ou duas peças.

  • Quando usar caixa alta?

    Em imóveis temporários, banheiros em áreas externas como piscinas, e em banheiros de construções.

  • Qual o tipo de caixa acoplada quebra mais fácil?

    Em geral, a caixa alta quebra mais rápido do que uma baixa, pois, os seus mecanismos são mais vulneráveis.

  • Qual tipo de caixa acoplada é mais indicado para economizar água?

    Em geral, a caixa acoplada economiza mais água do que uma válvula hydra, mas, entre uma alta e baixa, o melhor é a baixa, pois, a economia não vai ser apenas de água, mas, de manutenção também.

  • Qual o primeiro passo para a instalação de uma caixa acoplada?

    É necessário fazer a medição do local para adquirir uma caixa acoplada compatível com o espaço entre o vaso sanitário e a parede do banheiro.

  • Por que é importante fazer testes de pressão de água?

    Os testes de pressão antes da instalação da caixa acoplada são necessários para saber se o fluxo no imóvel está alto ou baixo, e se é necessário colocar alguma peça ou equipamento para equilibrar a pressão do local.

  • Por que pressão baixa é ruim para a descarga?

    Com pressão baixa no imóvel, a água necessária para encher o reservatório da caixa acoplada demora até chegar no seu nível.

  • Por que pressão alta é ruim para caixa acoplada?

    A pressão alta nesse sistema pode provocar o transbordamento da caixa acoplada, mesmo com o uso da boia.

  • Por que se deve contratar encanadores para a troca do vaso?

    Na instalação da caixa acoplada, muitas vezes, a troca do vaso é necessária, e, para isso, a recomendação é contratar um encanador, pois, será preciso quebrar o piso, e fazer o reposicionamento de canos e tubulações de esgoto e saídas de água.

  • Por que a caixa acoplada traz economia de água?

    Uma caixa acoplada permite o uso controlado de água da descarga, evitando muitos gastos em cada acionamento.

  • Por que a caixa acoplada é mais fácil de fazer a manutenção?

    A caixa acoplada é instalada na parte de fora da alvenaria, e, por isso, o seu conserto ou troca, quando necessário, são feitos de maneira externa, sem precisar de quebra-quebra.

  • Para a instalação da caixa acoplada é preciso trocar o vaso?

    Às vezes, é necessário para que o vaso seja compatível com a caixa acoplada, e garantindo um bom funcionamento do sistema.

  • Como economizar ainda mais água com descarga?

    Para economizar ainda mais água com caixa acoplada, a dica é uso um sistema de duplo acionamento, além de reaproveitar as águas da chuva e do banho para a descarga.

  • Quando é necessário chamar um encanador para fazer a troca da caixa acoplada?

    A partir do momento em que o usuário não sabe exatamente como consertar ou trocar uma caixa acoplada, especialmente se precisar trocar o vaso também, visto que é necessário quebrar o piso para o serviço.

  • Por que a pressão da água é importante para escolher caixa acoplada?

    A pressão de água no imóvel determina qual a melhor posição e tipo de caixa acoplada a ser instalada no banheiro, pois, uma pressão muito alta pode fazer esse reservatório transbordar, e se for baixa em excesso, demora para a caixa encher a cada descarga.

  • Qual a melhor caixa acoplada para o visual do banheiro?

    Em geral, a caixa baixa combina com todos os tipos e decoração de banheiros.

  • Qual a caixa acoplada mais adequada para um fluxo grande de pessoas?

    Se a casa ou apartamento tiver um fluxo alto de pessoas, a caixa baixa é a mais indicada por ser mais resistente, já que o uso da descarga será alto e constante.

  • Qual a caixa acoplada mais indicada para fazer uma rápida manutenção?

    A caixa alta, as suas peças são de fácil reposição, apesar de quebrarem com mais frequência, ao invés da caixa do tipo baixa.

  • Como resolver desequilíbrio de pressão para instalar caixa acoplada?

    Para equilibrar a pressão de água no imóvel, a recomendação é fazer uso de pressurizadores.

  • Qual a melhor marca de caixa acoplada?

    Entre as melhores marcas de caixas acopladas, estão a Deca, a Celite e a Lorenzetti, que são as que proporcionam o melhor custo-benefício.

  • Qual o tipo mais adequado de caixa acoplada?

    Dos tipos de caixas acopladas mais comuns, há aquelas de simples e duplo acionamento, sendo as deste último, as mais indicadas, bem como o tamanho padrão entre 30 e 40 cm e entre 40 e 50 cm.

  • Quais os preços médios de uma caixa acoplada?

    As caixas acopladas podem ser vendidas individualmente, ou em kits com vaso sanitário. No primeiro caso, os preços variam entre R$ 150,00 e R$ 300,00, e em conjunto podem custar entre R$ 500,00 e R$ 650,00.

  • Quais os principais locais de venda de uma caixa acoplada?

    As caixas acopladas são vendidas em lojas de materiais de construção, armazéns e pela internet, como no Mercado Livre e na Amazon.

  • A caixa acoplada pode ser comprada junto com o vaso sanitário?

    Sim, o valor fica mais caro, porém, compensa porque o vaso será compatível com a caixa acoplada adquirida.

  • Como fazer regulagem da boia?

    A regulagem da boia de uma caixa acoplada é bem simples, apenas colocando na posição certa a corda ou corrente que segura essa peça, e que talvez esteja presa em alguma outra peça no sistema.

  • Como consertar problema de vedação?

    Problemas de vedação geralmente ocorrem com partes gastas da caixa acoplada, especialmente, na parte de baixo dela, sendo necessário fazer a troca dessas peças com defeitos, que são feitas, na maior parte das vezes, de borracha.

  • Qual a principal causa de vazamentos na caixa acoplada?

    Entre as causas de vazamentos na caixa acoplada, a principal é o desgaste de peças no sistema, tanto da boia, quanto da vedação.

  • Quando é necessário trocar a boia da caixa acoplada?

    Quando a peça já não conseguir reter a água que entra para encher o reservatório da caixa acoplada.

  • Quando é necessário trocar a caixa acoplada por inteiro?

    Quando há defeitos generalizados em peças essenciais, como boias e vedação, e mesmo as peças novas não conseguindo reter e liberar a água da descarga de maneira correta.

  • Como detectar avaria na caixa acoplada com corante?

    Tira a tampa da caixa acoplada e coloque cerca de 10 gotas de um corante com cor bem forte dentro do reservatório, e espere umas 12 horas. Se após esse tempo, o corante passar para o outro lado, deve ter vazamento na caixa acoplada.

  • Como localizar vazamento de caixa acoplada só olhando o equipamento?

    Dê descarga normalmente, e se ainda continuar descendo água pelo mecanismo, então alguma peça da caixa acoplada deve estar com problema, especialmente, válvula ou peças de vedação.

  • Quais peças da caixa acoplada mais dão defeito?

    Geralmente, as peças de caixa acoplada que dão mais defeitos são a boia, a válvula e as peças de borracha na vedação.

  • Como detectar avaria de caixa acoplada com borra de café?

    Jogue um pouco de borra de café (ou de cinzas) no vaso sanitário, e verifique se esse conteúdo fica depositado ou não no fundo, e caso fique se mexendo, deve ter alguma avaria na saída da caixa acoplada.

  • Como detectar vazamento na caixa acoplada através de barulhos?

    Quando der descarga pela caixa acoplada, fique esperando um pouco até o reservatório encher, e se continua fazendo barulho depois de cheio, deve ter algum vazamento na caixa acoplada.

  • Por que é importante comprar caixa acoplada com material de boa qualidade?

    Uma caixa acoplada com material de boa qualidade garante que o uso da descarga será feito por um longo tempo sem a necessidade de reposição de peça, nem da troca da caixa como um todo.

  • Por que não dar batidas na caixa acoplada?

    Batidas e atritos em geral podem danificar peças internas da caixa acoplada, como corrente da boia, válvula e componentes da vedação.

  • Por que não usar constantemente a descarga?

    O uso demasiado da descarga pode desgastar o sistema mais rapidamente, especialmente a boia e a válvula, que precisarão ser repostos antes do previsto.

  • O que fazer em caso de sinais de vazamento em caixa acoplada?

    Quando surgirem sinais de vazamentos em caixa acoplada, é necessário verificar a origem da avaria, e se não puder fazer o reparo, contratar um encanador profissional.

  • Como saber se tem mais vazamentos no imóvel além da caixa acoplada?

    Para saber se há outras avarias hidráulicas no imóvel, a recomendação é contratar um serviço de manutenção de caça-vazamentos que detecte e conserte todas as avarias dos componentes hidráulicos do local.